• Débora Vitti

Como Escolher as Plantas Ideais Para o Jardim da Piscina.

Atualizado: 1 de Out de 2019


Um ambiente familiar e de amigos, a área de lazer geralmente é o chamariz da residência e um local para relaxar, descontrair e se desconectar da correria do cotidiano, principalmente quando uma piscina, spa ou ofurô fazem parte da diversão.

Para garantir tudo isso e evitar contratempos, a escolha ideal das plantas em volta da piscina é fundamental, já que estas podem causar incômodos com o passar do tempo. Confira algumas dicas para acertar no paisagismo da sua área de lazer e aproveitar ao máximo sua piscina!

Fonte: Arquitetura e Construção.

1 – Árvores Frutíferas.

Árvores que dão frutos devem ser evitadas nas proximidades da piscina. Algumas espécies podem sujar tanto o piso de circulação no entorno da piscina e causar acidentes por escorregamento, quanto sujar a água da piscina, mudar o pH, manchar o fundo (em caso de vinil) e entupir a bomba.

Se a preferência for por frutíferas, opte utilizá-las em vasos e afastas das bordas da piscina.

Fonte: Domino.

2 – Coqueiros.

O mesmo vale para os coqueiros. É muito comum o uso destes no paisagismo para proporcionar um clima tropical e trazer sombra ao redor da piscina. Mas, além de poderem causar acidentes com cocos maiores, as espécies de coquinhos como o Jerivá (Syagrus romanzoffiana), podem atrair morcegos a noite e ser desagradável o uso do espaço neste período e, a queda destes frutos no fundo da piscina, pode entupir e danificar a bomba.

Para propiciar o mesmo efeito no ambiente, use palmeiras sem frutos e mantenha uma distância de pelo menos 2 metros da borda da piscina.

Fonte: Viva Decora.

3 – Espécies Caducifólias.

Ou Caducas, ou Decíduas, são plantas que perdem suas folhas em períodos de seca ou frio. Evite essas espécies para o paisagismo da piscina, já que as folhas que caem sujam a superfície e o fundo da piscina, mudam o pH e desvalorizam esteticamente.

Opte por plantas Perenifólias, cuja as folhas são mantidas durante todo o ano, e pelas Latifoliadas, que apresentam folhas grandes e largas.

Fonte: Instagram.

4 – Gramados.

As gramas são conhecidas vilãs das piscinas. Sua proximidade com a piscina é responsável por levar várias folhinhas para dentro da água, tanto por pisar com os pés molhados e voltar para a piscina, quanto pela roçadeira na hora da poda. Ela aumenta e muito o tempo para limpeza da piscina e, por ser matéria orgânica, também é responsável por alterar a qualidade da água. Além disso, a proximidade da grama com o constante encharcamento por uso da piscina, pode causar manchas no gramado e prejudicar seu crescimento e beleza.

Ao optar por gramados, deixe uma distância adequada da piscina, utilize pisantes para o acesso e, se possível, tenha um chuveirão ao lado. E para saber a grama ideal para você, leia a matéria sobre tipos de grama CLICANDO AQUI!

Fonte: Decor Fácil.

5 – Borda de Circulação.

É muito comum em ambientes com piscina, se deparar com a situação de espécies que invadem a área de uso e acabam atrapalhando o lazer. Por isso, é fundamental ter uma boa borda de circulação em volta da piscina. Além de ajudar o camarada que vai fazer a limpeza, deixando um caminho seguro e acessível para isso, a borda evita que dejetos do jardim caiam na água, como terra da rega, pedrinhas e folhas, permitindo também que a planta possa se desenvolver sem invadir o espaço de uso da piscina.

Fonte: HGTV.

6 – Jardim Vertical.

O mesmo vale para os jardins verticais nas paredes em volta da piscina. É muito usual utilizar deste recurso para trazer verde em ambientes externos, principalmente nos paredões de muro que dividem os terrenos. Contudo, o espaçamento da piscina em relação as paredes de divisas são muito pequenos e, ao projetar um jardim vertical, estes acabam ficam muito próximos da borda e criam transtornos como, dificuldade de acesso e circulação, dificuldade para limpeza da piscina, dificuldade para manutenção do jardim vertical e queda de folhas, flores e terra da rega que podem mudar as qualidades da água.

Por isso, ao planejar uma parede verde, deixe uma distância adequada deste em relação a piscina e use espécies que não sejam muito volumosas. Quer saber mais dicas e se inspirar? Acesse a matéria sobre jardins verticais CLICANDO AQUI!

Fonte: Palimanan.

7 – Raízes.

Outro vilão das piscinas e que não pode ser visto com tanta facilidade são as raízes. Procure saber se a espécies que você está querendo usar em volta da sua piscina não tem uma raiz agressiva, podendo rachar e invadir a estrutura da mesma causando infiltrações e maiores complicações.

Fonte: Casa Abril.

8 – Plantas Venenosas e com Espinhos.

Este é outro cuidado que deve ser tomado em ambientes com grande circulação e com uso de crianças e animais. Plantas venenosas podem ser ingeridas acidentalmente e espécies com espinhos podem causar incidentes.

Opte por plantas que não possuem essa característica ou mantenham elas afastadas da área de lazer.

Fonte: Decor Object.

9 – Insolação.

Se vocês acompanham nosso blog devem estar cansado de saber sobre insolação. Mas, é muito importante realçar a escolha certa das plantas de acordo com o ambiente. Muitas vezes acontece de um muro acabar projetando uma sombra indesejada sobre uma espécie, ou até mesmo a copa da árvore, e isso acabar por prejudicando o desenvolvimento das plantas no jardim. Se atente ao caminho que o sol percorre no seu terreno, observe as sombras causadas pelos muros, pela casa, por árvores vizinhas e então, escolha plantas de sobra, meia sombra ou sol pleno. Quer saber mais sobre insolação? Acesse a matéria completa CLICANDO AQUI!

Fonte: Harrisons Landscaping.

10 – Sombra Indesejada.

Essa mesma atenção deve ser tomada quanto a espécie escolhida para ficar próximo da piscina. Copas muito grandes podem causar sombras indesejadas na piscina e na área destinada para tomar sol. É necessário um planejamento adequado da localização das plantas, observando o caminho do sol e projetando a sombra da copa durante todo o dia.

Fonte: Casa Abril.

11 – Espécies que Atraem Insetos.

Esse é um cuidado que deve ser tomado na hora de escolher as espécies para o jardim da piscina. Algumas plantas atraem abelhas, formigas, morcegos e demais insetos e animais que podem causar desconforto na área de lazer. Por ser muito usado por crianças e até por pessoas alérgicas, o ideal é evitar essas espécies e optar por aquelas que atraem pássaros, borboletas e beija-flores.

12 – Proporção.

Planeje seu jardim na piscina com espécies de porte adequado para o ambiente. Não use palmeiras e árvores muito altas e grandes em terrenos pequenos, pois estes irão desvalorizar a piscina e criar a sensação de falta de espaço. Espécies em vasos também são muito bem-vindas para este ambiente e podem criar composições incríveis.

Fonte: SolNet-sy.

13 – Estilo.

Escolha espécies de acordo com o estilo da construção. Se sua casa aspira um design mais tradicional, plantas que criam um jardim tropical não vão ser as mais indicadas para você. O mesmo acontece em ambientes que buscam aspecto de piscinas naturais, onde deve ser escolhido plantas que não tenham formato regular e com folhas pequenas.

Fonte: Shairoom.

Um profissional de cada área é o mais adequado para auxiliar na elaboração da sua piscina, sua área externa e seu jardim. Unir todas essas dicas com um bom planejamento, irá tornar o ambiente mais agradável, evitar contratempos e valorizar seu imóvel.

A THACO. conta com serviços e parceiros para atender todas as suas necessidades. Quer saber mais? Acesse o site da Penatti Piscinas e o instagram e conheça tudo que eles podem oferecer para sua piscina!

Até mais,

Débora Vitti é Arquiteta Paisagista da THACO. PAISAGISMO e se você quer entrar em contato com ela, solicitar um orçamento, tirar dúvidas e saber mais sobre nossos serviços, clique aqui!

#jardim #piscina #plantaparapiscina #plantapaajardim #jardimexterno #jardimdepiscina #áreaexterna #jardimdeáreaexterna #cqueiro #palmeira #tropical #pisicinanatural #penatti #penattipiscinas #minhasplantas #paisagismo #paisagismoparapiscina #paisagismoexterno #paisagismoresidencial #residencial

231 visualizações
  • Facebook THACO.
  • Instagram da THACO.
  • Pinterest THACO.
  • THACO. no youtube
Escritório de arquitetura THACO.

© 2018 by THACO. Marketing