• Débora Vitti

JARDIM IDEAL PARA CRIANÇAS!

Atualizado: 24 de Set de 2019


Quando temos crianças e bebês, é muito importante ter um jardim para auxiliar no seu desenvolvimento. As cores, os aromas, a relação com a natureza, um espaço ao ar livre para correr, brincar e se sentir bem, tudo isso influencia em seu crescimento, conscientiza desde cedo sobre o respeito com as animais e as plantas, gera um ambiente mais saudável e livre para as brincadeiras e ajuda com prevenção de doenças e aumenta a resistência imunológica.

Para um jardim ideal para as crianças, que gerem esses estímulos e que seja seguro, é fundamental tomar algumas medidas. Para isso, vou listar algumas considerações para você aplicar em sua nova casa, chácara ou reforma de jardim! Então, vamos lá!

Fonte: Revista Casa e Jardim.

1 – Espaço Aberto.

É muuuuito importante que seu filho fique exposto ao sol! Não estamos falando da mesma exposição da praia, mas, não precisa colocar cobertura no jardim todo! O sol é a principal fonte de Vitamina D para o corpo, responsável pelo sistema imunológico, pelo funcionamento de células cardiovasculares e, sua ausência, pode favorecer câncer e diabetes (Minha Vida, 2016).

Por isso, pense em criar um espaço aberto, arejado, com um gramado lindo para seu filho pisar descalço e vocês fazerem piquenique em um domingo à tarde, embaixo de uma árvore que promove sombra! Essas interações em famílias jamais serão esquecidas.

Fonte: Revista Casa e Jardim.

2 – Diversão.

E já que vamos criar um espaço aberto, porque não estimular as crianças com brinquedos e desafios?! Construam juntos uma casinha (na árvore ou no chão mesmo), coloque balanços em árvores ou mesmo em suportes próprios, plante árvores não tão altas para que eles possam escalar e se divertir, reutilize materiais para criar novos brinquedos ecológicos. Só cuidado para não deixarem uma pocinha que pode virar criadouro de dengue!

Fonte: Macetes de Mãe.

3 – Estímulos Sensoriais.

Esse é um item muito importante para você adotar em seu jardim, SEMPRE! Os estímulos são os que nos mantem “vivos” no sentido de sentimento. Estamos recebendo esses estímulos o tempo todo, querendo ou não, sendo agradeis ou não. Por isso, criar um ambiente onde esses estímulos provoquem sensações boas e alegres é imprescritível para uma boa saúde mental!

Para o visual, utilize espécies que sejam coloridas, crie composições com verdes claros e escuros, com roxo e amarelo, azul e rosa, espécies altas e baixas, misture, ouse e se divirtam. Uma boa pedida são os Fórmios com 2 tonalidades de cores, trapoeraba roxa, abacaxi roxo, girassol, gerânio, lírios, ipês, filodendros, entre diversas espécies existentes.

Para o tátil, opte por aquelas com texturas, folhas bem pequenas ou bem largas, peludinhas, gordinhas e suculentas. A orelha de elefante, a peixinho, oiti, jade, violeta, tem suas folhas com sensação tátil diferenciadas.

Para o olfato e paladar, opte por flores perfumadas, espécies frutíferas e temperos. Plante jabuticabas, acerolas, limão, entre outras frutas para estimular a criança comer frutas diretamente do pé, para ter respeito com a natureza colhendo um alimento que elas nos promovem sem receber nada em troca, e tenha o aroma dessas deliciosas frutas e a alegria de ver pássaros e demais bichinhos fazendo visitas frequentes em sua casa.

Fonte: FreePick.

Além disso, a horta desenvolve maior variedade e habituação com temperos, legumes e hortaliças, tanto pelo olfato como pelo paladar. Ter uma horta e ensinar as crianças a plantarem, regar, mexer na terra e nas minhocas, colher e se alimentar daquilo que ela mesmo ajudou no desenvolvimento, é fundamental para seu crescimento e conscientização do alimento e da natureza, tanto quanto promover bem-estar mental.

Fonte: Ciclo Vivo.

4 – Fonte de Água.

Se possível, planeje um espacinho em seu jardim para uma fonte de água. O movimento da água e seu som, promovem sensações de tranquilidade, relaxamento e de fluxo. A água é cheio de energias naturais, que promovem sentidos de positividade e prosperidade, ainda mais quando localizadas em um local que receba luz solar. Além disso, ela pode até refrescar o local com as gotículas.

5 – Repelentes.

Se preocupa com seu filho brincar em um local aberto e ficar todo marcado com picadas de insetos? Que tal optar por plantas repelentes em seu jardim?! O jasmim, a citronela, o alecrim, a arruda, capim-limão, lavanda, hortelã, são espécies que podem ser cultivadas facilmente e agem como repelentes!

6 – Perigo!

Ao escolher as espécies para seu jardim, sempre se informe sobre os perigos das plantas! Evite plantas com espinhos, com folhas pontudas e baixas que podem pinicar na hora da brincadeira, venenosas e leitosas, tais como: tinhorão, comigo-ninguem-pode, espada-de-são-jorge, copo-de-leite, íris, cica, trombeteira, azaleia, avelós, costela-de-adão, entre diversas outras.

Gostou das dicas e quer aplicar em seu jardim? Conte com a THACO. PAISAGISMO.Débora Vitti é Arquiteta Paisagista da THACO. PAISAGISMO e se você quer entrar em contato com ela, solicitar um orçamento, tirar dúvidas e saber mais sobre nossos serviços, clique aqui!


36 visualizações
  • Facebook THACO.
  • Instagram da THACO.
  • Pinterest THACO.
  • THACO. no youtube
Escritório de arquitetura THACO.

© 2018 by THACO. Marketing