• THACO. A&A

Dormitórios infantis em suas diferentes etapas


Olá! Hoje em homenagem aos dias das mães e "pães", extraí um capítulo da minha tese em design de interiores sobre dormitórios infantis, espero que gostem! ;)

Há vários métodos de categorização de faixas etárias para classificar o período em que a criança está vivendo e assim conseguir adequar espacialmente componentes compatíveis, para MANCUSO, 2013, p.41 há 4 fases de quartos que podem ser projetados diferentemente para atender essas transições:

A primeira fase é até 12 meses, o dormitório é composto de alguns mobiliários tais como: berço com móbile, cômoda, trocador, poltrona de amamentação e também uma banheira.

Dormitório na primeira fase

Fonte: Na Toca

A segunda fase que ocorre de 1 a 3 anos, MANCUSO, 2013, p.44, sugere o inicio do uso da cama, contudo com grade de proteção, bem como materiais que estimulem a atenção da criança e espaço livre para brincadeiras, as mobílias a serem acrescidas são: cama; roupeiro; estantes pequenas; baús (ou caixas para guardar brinquedo); mesa com cadeiras do tamanho ideal.

Dormitório na segunda fase

Fonte: Na Toca

Na terceira fase, de 3 a 7 anos, além desses mobiliários há a introdução de brinquedos tais como: quadro negro, teatro de marionete. A cama pode ser encostada na parede, e sinais de organização na temática já escolhida pela criança.

Dormitório na terceira fase

Fonte: Na Toca

A quarta e última fase que vai de 7 a 12 anos, MANCUSO, 2013, p.44, ressalta o estimulo a formar coleções para embelezamento do quarto, a escrivaninha torna-se o móvel principal e o computador parte integrante do dormitório, além de livros com livre acesso, quadro de notas e a troca de cama para bi-cama, afim de receber amigos.

Como você pode notar, além de decorador, nessa etapa você precisa ser psicólogo e pedagogo, enfim, conhecer as diferentes fases do desenvolvimento infantil para poder colocar dentro de sua decoração os objetivos e, de maneira estética, fazer com que as etapas sejam harmoniosamente cumpridas (MANCUSO, 2013, p.42).

Dormitório na quarta fase

Fonte: Na Toca

Apesar da Mancuso não mencionar a fonte de metodologia das fases citadas, muito se assemelha à teoria de Piaget, teórico construtivista que defende o desenvolvimento cognitivo com base da assimilação e acomodação, através de quatro fases: 1° sensório-motor (até os 2 anos), 2° pré-operacional (dos 3 aos 7 anos), 3° operatório concreto (dos 8 aos 11 anos) e 4° operatório formal (a partir dos 12 anos), (SILVA, 2015).

Interessante entender que essas divisões de fases de Piaget enriquece a teoria do design para os espaços infantis escolares, facilmente aplicados aos dormitórios, bem como facilita o entendimento do desenvolvimento infantil para a criação espacial, tornando as escolhas do designer e arquiteto fundamentado em embasamentos científicos.

Este capítulo é do TCC da autora, " Impactos do método Montessori aplicado ao design de dormitórios infantis residenciais no desenvolvimento da criança ", 2017.

Thais Costa é arquiteta fundadora da THACO. , coordenadora de projetos, além de design de interiores e especialista em dormitórios montessoriano.

#dormitório #dormitórioinfantil #designdeinteriores #arquitetura #THACOarquitetura #ArquitetaThaisCosta #thacoarquitetura #criança #ErgonomiaAntropometriaDormitórioInfantilCri

24 visualizações
  • Facebook THACO.
  • Instagram da THACO.
  • Pinterest THACO.
  • THACO. no youtube
Escritório de arquitetura THACO.

© 2018 by THACO. Marketing